terça-feira, 30 de novembro de 2010

Como os eleitores se informaram durante as eleições

Uma pesquisa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontou que, nas últimas eleições, a internet ultrapassou o jornal impresso, a revista e o rádio como principal meio de informação dos eleitores para se informar sobre política e candidatos.

Até as eleições de 2008, o uso da internet era limitado. Mas a reforma eleitoral permitiu, pela primeira, o uso de sites, blogs e redes sociais ao longo da campanha e até no dia da votação.

Entretanto, a internet ficou com o terceiro lugar como principal fonte de informação dos eleitores entrevistados, tendo obtido 9,9% da preferência. O primeiro lugar foi da televisão, com 56,6%. Em 2º lugar, com 18,4%, ficou a conversa com amigos e parentes. A pesquisa foi feita com duas mil pessoas em 24 estados nas cinco regiões do país.

Um ponto importante que deve ser ressaltado é de onde o público que admite utilizar a internet para se informar pega as informações, principalmente se levarmos em consideração que boa parte ainda pega conteúdo que foi produzido pela grande imprensa, o famoso CRTL+C CRTL+V. Essa afirmativa é baseada em uma pesquisa, realizada no mês de maio e que tive a oportunidade de coordenar, onde foi constatado que 61% do público que fazia comentários  sobre o pleito utilizava links de sites de grandes empresas de comunicação.

Na pesquisa realizada pelo TSE acredito que faltou apenas identificar qual era a fonte da informação na internet. Se eram em sites de grande veículos ou se buscavam comentários e debates nas redes sociais. Com essa informação vejo que seria mais fácil fazer a afirmativa que a internet desbancou os veículos tradicionais nas eleições.

Como os eleitores se informaram durante as eleições

Uma pesquisa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontou que, nas últimas eleições, a internet ultrapassou o jornal impresso, a revista e o rádio como principal meio de informação dos eleitores para se informar sobre política e candidatos.

Até as eleições de 2008, o uso da internet era limitado. Mas a reforma eleitoral permitiu, pela primeira, o uso de sites, blogs e redes sociais ao longo da campanha e até no dia da votação.

Entretanto, a internet ficou com o terceiro lugar como principal fonte de informação dos eleitores entrevistados, tendo obtido 9,9% da preferência. O primeiro lugar foi da televisão, com 56,6%. Em 2º lugar, com 18,4%, ficou a conversa com amigos e parentes. A pesquisa foi feita com duas mil pessoas em 24 estados nas cinco regiões do país.

Um ponto importante que deve ser ressaltado é de onde o público que admite utilizar a internet para se informar pega as informações, principalmente se levarmos em consideração que boa parte ainda pega conteúdo que foi produzido pela grande imprensa, o famoso CRTL+C CRTL+V. Essa afirmativa é baseada em uma pesquisa, realizada no mês de maio e que tive a oportunidade de coordenar, onde foi constatado que 61% do público que fazia comentários  sobre o pleito utilizava links de sites de grandes empresas de comunicação.

Na pesquisa realizada pelo TSE acredito que faltou apenas identificar qual era a fonte da informação na internet. Se eram em sites de grande veículos ou se buscavam comentários e debates nas redes sociais. Com essa informação vejo que seria mais fácil fazer a afirmativa que a internet desbancou os veículos tradicionais nas eleições.

Um comentário:

  1. Olá, tudo bem?

    Meu nome é Ricardo Rosa, trabalho na Produção online do Avesso, um programa que mostra os bastidores das ações de comunicação de grandes marcas. ( www.avesso.com.br ).

    Fiz uma visita ao seu blog e queria dizer que está de parabéns pelo trabalho que está fazendo.

    Nós desenvolvemos parcerias com diversos blogs das áreas de comunicação, moda, comportamento, meio ambiente, esportes entre outros, e gostaríamos de ter seu blog como parceiro Avesso.

    Acesse o nosso site www.avesso.com.br e assista aos nossos programas.

    Caso tenha interesse, por favor entre em contato.

    Um grande abraço.

    Obrigado!

    Ricardo Rosa
    ricardo@avessotv.com.br
    Tel. (11) 3578-0777
    ____________________
    www.avesso.com.br
    www.meadiciona.com.br/avessotv

    ResponderExcluir

compartilhar

Posts relacionados