segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Ameaças a liberdade de imprensa aumentam no segundo semestre de 2008

Em seu relatório semestral sobre a liberdade de imprensa mundial, a World Association of Newspapers (WAN) revelou que os ataques e ameaças contra a liberdade de imprensa aumentaram em todo o mundo.

A organização, sediada em Paris, apresentou uma lista maior de abusos contra a liberdade de imprensa e expressão. O informe registrou 39 mortes de jornalistas e outros profissionais de mídia desde junho, totalizando 68 mortes no ano.

O relatório mencionou que jornalistas no Oriente Médio e norte da África são especialmente ameaçados por "regimes autocratas que não hesitam em tomar medidas repressoras contra a imprensa independente."

Também acrescentou que o México se destaca como um dos lugares mais mortais para jornalistas, por causa da incidência do tráfico de drogas na região.

Para mais detalhes sobre ataques contra a imprensa mundial, leia o relatório da WAN, ou escreva para Larry Kilman, diretor de comunicação, lkilman@wan.asso.fr.

Este post não foi escrito por mim, recebi por email e estou apenas republicando. Se alguém souber o autor original favor me avisar para dar os devidos créditos.

Nenhum comentário:

compartilhar

Posts relacionados