segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Analista de que?

Ontem li uma matéria no Globo sobre o surgimento da profissão de "analistas de mídias sociais" e confesso que senti um certo desconforto. Durante toda a matéria a profissão é mostrada como se o cargo e/ou função estivesse restrita aos jovens.

Não desmerecendo aqueles recém-formados, que saíram da faculdade e conseguiram o seu primeiro emprego, mas por imaginar que uma empresa ou agência seria irresponsável para delegar para uma pessoa sem preparo e vivência no mundo real tanta responsabilidade.

Concordo que pode parecer um discurso antiquado, buscar discutir formação, competências e idade, mas também acredito que seja necessário mostrar que este profissional possuí uma formação sólida e que por trás destes "novos profissionais" existe toda uma equipe de suporte.

Como profissional da mídia sei que o espaço muitas vezes é limitado, mas um segundo ponto me chamou a atenção: como eles foram preparados pelas agências? Qual a experiência real que os qualificaram para ser "analistas"?

Sem querer tirar o mérito dos profissionais citados na matéria, pois conheço todos e por eles tenho o maior respeito, mas no final parece tudo muito bonito e fácil. Isso tudo me faz lembrar o que antecedeu a primeira crise da internet, quando tinham muitos jovens com boas idéias mas nenhuma experiência.

Nenhum comentário:

compartilhar

Posts relacionados